Posso dizer que filosofia era uma matéria que muita gente gostava na época do ensino fundamental ou médio, ou gosta (pra quem ainda está estudando). A hora do filme também era bastante valorizada nas escolas (pra dormir, conversar…). Agora falando sério, a filosofia é algo que está dentro do viver e do pensar, ou seja, do nosso dia a dia. Sem que a gente perceba, ela aparece em músicas, textos, séries, filmes e muitas vezes acaba nos influenciando. Muitas pessoas não têm a paciência de ler e aprender por meio de textos, então hoje vou indicar quatro filmes que trazem a filosofia de um jeito mais dinâmico. Vem!

Se você quer saber sobre o niilismo, assista:

O que é o niilismo? Uma doutrina filosófica que traz o pessimismo e o ceticismo. É a negação de qualquer tipo de valor, seja ele religioso, social ou político. Clique AQUI para saber mais sobre o niilismo e AQUI para saber sobre seus tipos.
  • Laranja Mecânica:

“No futuro, o violento Alex (Malcolm McDowell), líder de uma gangue de delinquentes que matam, roubam e estupram, cai nas mãos da polícia. Preso, ele recebe a opção de participar em um programa que pode reduzir o seu tempo na cadeia. Alex vira cobaia de experimentos destinados a refrear os impulsos destrutivos do ser humano, mas acaba se tornando impotente para lidar com a violência que o cerca.”

O filme é adaptação do romance distópico “Laranja Mecânica” de Anthony Burgess.

 

 

 

  • Psicopata Americano:

Resultado de imagem para psicopata americano poster

“Patrick Bateman (Christian Bale) jovem, branco, bonito e sem nada que o diferencie de seus colegas de Wall Street. Protegido pela conformidade, privilégio e riqueza, Bateman também um serial killer, que vaga livremente e sem receios em busca de uma nova vítima. Seus impulsos assassinos são abastecidos por um zeloso materialismo e uma inveja torturante quando ele encontra alguém que possui mais do que ele. Após um colega dar-lhe um cartão de visitas melhor que o seu em tinta e papel, a sede de sangue de Bateman surge e ele aumenta ainda mais suas atividades homicidas, tornando-se um perigoso e violento psicopata.”

O filme é adaptação do romance “Psicopata Americano” de Bret Easton Ellis.

  • Relatos Selvagens:

“Diante de uma realidade crua e imprevisível, os personagens deste filme caminham sobre a linha tênue que separa a civilização da barbárie. Uma traição amorosa, o retorno do passado, uma tragédia ou mesmo a violência de um pequeno detalhe cotidiano são capazes de empurrar estes personagens para um lugar fora de controle.”

Se você quer saber sobre o Mito da Caverna de Platão, assista:

O que é o Mito da Caverna? É uma passagem do livro “A República”, de Platão. Platão traz sua teoria de que, através do conhecimento a gente pode captar a existência do mundo sensível e do mundo inteligível. O Mito da Caverna mostra que o homem estar aprisionado por uma escuridão e que pode se libertar, caso queira.

“No interior da caverna permanecem seres humanos, que nasceram e cresceram ali. Ficam de costas para a entrada, acorrentados, sem poder mover-se, forçados a olhar somente a parede do fundo da caverna, sem poder ver uns aos outros ou a si próprios. Atrás dos prisioneiros há uma fogueira, separada deles por uma parede baixa, por detrás da qual passam pessoas carregando objetos que representam “homens e outras coisas viventes”. As pessoas caminham por detrás da parede de modo que os seus corpos não projetam sombras, mas sim os objetos que carregam. Os prisioneiros não podem ver o que se passa atrás deles, e vêem apenas as sombras que são projetadas na parede em frente a eles. Pelas paredes da caverna também ecoam os sons que vêm de fora, de modo que os prisioneiros, associando-os, com certa razão, às sombras, pensam ser eles as falas das mesmas. Desse modo, os prisioneiros julgam que essas sombras sejam a realidade.” – FONTE

  • O Show de Truman:

 

“Truman Burbank (Jim Carrey) é um pacato vendedor de seguros que leva um vida simples com sua esposa Meryl Burbank (Laura Linney). Porém algumas coisas ao seu redor fazem com que ele passe a estranhar sua cidade, seus supostos amigos e até sua mulher. Após conhecer a misteriosa Lauren (Natascha McElhone), ele fica intrigado e acaba descobrindo que toda sua vida foi monitorada por câmeras e transmitida em rede nacional.”

 

 

 

  • A Vila:

“No final do século XIX existia uma vila cercada por florestas em todos os lados. Os habitantes de lá fizeram um pacto para nunca saírem da vila, pois na cidade reinava a violência e o medo. O que eles almejavam era a criação da sociedade perfeita. Funcionando como contraponto à tranquilidade da vila, há as criaturas, ou “aquelas-de-quem-não-falamos”, seres aterrorizantes que vivem nessas florestas. Entre os habitantes e as criaturas há um acordo muito simples: ninguém invade o território de ninguém.”
  • Mais Estranho que a Ficção:

“Um auditor de imposto de renda, mentalmente instável, ouve uma voz em sua cabeça e descobre que é o protagonista de uma história em que ele morre no final. Agora, seu objetivo é encontrar a autora da obra e convencê-la a mudar a trágica versão.”

Clique AQUI para ver nosso último post.

About The Author

Às vezes gosta de romance, as vezes não. Às vezes gosta de drama, às vezes não. Às vezes eclética, às vezes não. Não sou bipolar... às vezes. Bianca, sóbria a 19 anos. Viva a 18 anos. Admiradora de tudo o que parece mais não é, e futura alguma-coisa-da-vida. Adoro ler e principalmente ver as obras que eu gosto entrando no meio cinematográfico, por isso estou formando grupos rebeldes para atacar quem não sabe escolher personagens e muda a história na sua adaptação. Entre em contato: vamos-matar-quem-não-sabe-fazer@rebelião.com Viciada em filmes e séries, gosto de ter livros de capas bonitas mesmo que o enredo não seja bom e enlouqueço quando alguma personagem de qualquer história é uma garota badass. Eu deveria estar estudando.

Related Posts