Quando analiso os livros que já li, percebo que pouquíssimos são livros de contos. Sinceramente não sei o motivo! Contos são ótimas opções de leituras quando não temos muito tempo (ou paciência) para ler e queremos sentir a satisfação de conhecer uma história do começo ao fim. Pensando nisso decidi selecionar alguns livros de contos para ler em breve e recomendar também para vocês. Abaixo eu trago 4 sugestões de coletâneas de contos para todos os gostos. Vem conferir!

103 CONTOS DE FADAS, de Angela Carter

Quem não gosta de um conto de fadas? Se quando crianças tivemos a oportunidade de ouvir contos cheios de fadas e príncipes encantadas, por que não dar mais uma chance na maturidade? Em “103 Contos de Fadas” temos a oportunidade de conhecer histórias de todo o mundo e apreciar o lado real e adulto de um conto de fadas.

Sinopse do livro: Durante o início da década de 1990, a escritora inglesa Angela Carter coletou em dois volumes, para a editora Virago, contos de fadas do mundo inteiro, tendo concluído a segunda coletânea pouco antes de morrer. “103 Contos de Fadas”, baseado em uma edição póstuma publicada na Inglaterra em 2005, reúne pela primeira vez todas as histórias organizadas por Carter, formando um verdadeiro e extenso painel do folclore mundial e das tradições narrativas dos mais variados povos, do Ártico à Ásia. Mas apesar do nome, há poucas fadas nessas páginas, e o leitor também terá dificuldades em encontrar príncipes encantados e similares. Escritas em uma época em que esse tipo de história não era destinado a crianças, as fábulas aqui contidas dão lugar a uma série de tias malévolas, esposas traiçoeiras, irmãs excêntricas e perigosas feiticeiras. Por terem sido registrados em papel pela primeira vez nos últimos duzentos ou trezentos anos, os contos oferecem — correndo por detrás da trama — um retrato do dia-a-dia no mundo pré-industrializado e um pouco das dinâmicas sociais e outros detalhes que com o tempo se perderam. Mais que isso, na tradição das histórias italianas reunidas por Italo Calvino, estes contos de fadas oferecem um registro precioso de algumas matrizes que posteriormente acabaram sendo assimiladas pela literatura ocidental.

O livro foi publicado pela Editora Companhia das Letras em 2007. Adicione no Skoob.

HISTÓRIA DA SUA VIDA E OUTROS CONTOS, de Ted Chiang

Podemos dizer que o conto mais famoso, ao menos no Brasil, é o “História da sua vida”, que narra a história de uma linguista que precisa aprender um idioma alienígena para entender o que os “invasores” querem dos humanos. O conto deu origem ao filme “A Chegada”, lançado em 2016.

Eu assisti o filme e fiquei sinceramente I-M-P-R-E-S-S-I-O-N-A-D-A com a profundidade do filme e os temas por ele abordados. Com base nisso, tenho fé que os outros contos serão tão bons quanto a história das telonas.

Sinopse do livro: Um dos autores de mais destaque no cenário da ficção científica, Ted Chiang pode ser descrito como um escritor pouco prolífico: tem apenas quinze trabalhos publicados, entre contos e novelas curtas. A pequena produção contrasta com sua expressiva quantidade de premiações: os oito textos reunidos em História da sua vida e outros contos ganharam no total nove importantes prêmios, dentre eles Nebula, Hugo, Locus, Sturgeon, Sidewise e Seiun. Publicadas originalmente em volumes diversos, as narrativas de Ted Chiang estão pela primeira vez reunidas em uma coletânea. Entre as histórias dotadas de rigor científico, humanidade e lirismo estão “A torre da Babilônia”, na qual um minerador sobe a famosa torre com a missão de escavar a abóbada celeste; “Divisão por zero”, uma reflexão precisa e devastadora sobre o fim da esperança e do amor, e “História da sua vida”, na qual uma linguista aprende um idioma alienígena que modifica sua visão de mundo. Com uma prosa límpida e ideias às vezes desconcertantes, Chiang comprova seu inegável talento para a boa ficção científica: a capacidade de contar uma história humana, extremamente bem escrita, na qual a ciência funciona como expressão dos questionamentos mais profundos enfrentados pelos personagens. Um livro repleto de ideias originais e passagens inesquecíveis.

O livro foi publicado em 2016 pela Editora Intrínseca. Adicione do Skoob.

TRIPULAÇÃO DE ESQUELETOS, de Stephen King

O livro também é mais conhecido por um de seus contos, “O Nevoeiro”, que já foi alvo de diversas adaptações cinematográficas, sendo a mais recente delas a sério original da Netflix. Se isso já não te convence a ler o livro, o nome do autor deve despertar algo em você, porque Stephen King é Stephen King né amores? Não existe razão melhor que essa.

Sinopse do livro: Em “Tripulação de Esqueletos”, Stephen King nos guia por histórias em que o horror revela suas várias faces e nos recomenda, com suas próprias palavras: “Agarre meu braço agora. Agarre com força. Iremos a vários lugares escuros, mas acho que conheço o caminho. É só não largar meu braço”. Nesta aterrorizante coletânea de contos, Stephen King nos mostra mais uma vez por que é um dos mais aclamados escritores da atualidade. Um contador de histórias por excelência, aqui ele revela o amplo leque de suas habilidades, transitando com desenvoltura pelo pavor causado por criaturas abomináveis e por um terror psicológico de gelar o sangue. Em “O nevoeiro”, seu conto mais longo, uma misteriosa e espessa neblina se aproxima de uma cidadezinha do Maine, trazendo perigos que desafiam a razão humana. Pai e filho precisam enfrentar seus mais sombrios medos na esperança de que esse tormento tenha fim. No entanto, na insana luta por sobrevivência, os personagens perceberão que ficar na rua em meio às estranhas criaturas pode ser tão perigoso quanto ficar em um cômodo fechado com pessoas desconhecidas. Na prosa de Stephen King, os protagonistas se veem forçados a lidar com situações fantásticas em que o que está em jogo é a sanidade diante do inimaginável. Onde termina o pesadelo e começa a realidade? Até que ponto a mente humana pode suportar o terror? Embarque nesta jornada com Stephen King e descubra.

 

ACONTECEU NAQUELE VERÃO, organizado por Stephanie Perkins

Ano passado decidi ler algo com a temática natalina perto do Natal e acabei  escolhendo “O Presente do Meu Amor”, uma coletânea de histórias sobre o Natal na visão de diversos autores  (para ler a resenha clique aqui) e foi experiencia muito boa. Ter a oportunidade de ler histórias de vários autores que gosto e admiro com uma temática diferente foi muito interessante! Com base nessa experiência posso dizer que minhas expectativas são altas para “Aconteceu Naquele Verão”.

Sinopse do livro: Bem-vindos à estação mais ensolarada e apaixonante de todas! No verão, somos todos iguais, diz um dos personagens do conto “Mil maneiras de tudo isso dar errado”. No Brasil, nos Estados Unidos ou em qualquer lugar do globo, uma coisa é certa: no verão, nossos corações ficam mais leves, mais corajosos, impetuosos e confiantes — talvez por isso esta seja a estação perfeita para se apaixonar… e Aconteceu naquele verão é o livro ideal para quem adora histórias de amor. Mas essa coletânea tem algo ainda mais especial. Algumas histórias têm uma pitada de estranheza, de mistério, um toque sobrenatural. Em “Cabeça, escamas, língua, calda”, a lagoa de uma cidadezinha é morada de um monstro marinho que só uma menina vê. No intrigante “Inércia”, dois grandes amigos há muito afastados vão se encontrar num quarto de hospital para uma última visita. No belo “O mapa das pequenas coisas perfeitas” é sempre dia 4 de agosto. Presos num loop temporal, dois jovens vão comprovar do que a força do amor é capaz. A lição é simples: o amor não escolhe lugar nem hora para surgir. Coloque seus óculos escuros e abra sua cadeira de praia, porque neste verão você terá doze motivos para suspirar e se apaixonar.